Friday, January 30, 2015

Iniciação

Como um guarda chuva vermelho
atravessando a rua,
em um dia cinzento
Como, depois do aguaceiro, 
quando a luz bate nas árvores
e os verdes são mais verdes, 
inúmeros, brilhantes tons

Como se pudesse,
picada por uma aranha mutante, 
ouvir o bater da asa da borboleta,
os passos da formiga que carrega a folha, 
três vezes o seu tamanho,
o som de seu minúsculo corpo
esmagado pelo tênis de corrida

Como se, também, tivesse ela engolido uma barata 
E não coubesse mais 
Não pudesse mais 
Nunca mais 
Voltar ao antigo lugar

No comments:

Post a Comment